Published:

============letra da musica=============



Eu trago na mente o tempo de infância

Período criança que eu já passei

Na minha memória lembranças não falham

Do rancho de palha que eu já morei, com cantar.

Tristonho de uma juriti

Cansei de ouvir ao entardecer

Do fogão de lenha que o frio aquecia e mamãe fazia o pão pra comer.



A dificuldade na vida da gente

Era tão presente todo mundo via

E mesmo em meio à dificuldade a felicidade a gente

sentia



Dinheiro e riqueza passavam distante

Mas nosso semblante emitia luz

Papai repetia uma frase constante que o mais importante era ter Jesus



A estrada de chão cheia de poeira

A velha porteira que a gente passava

Um rio pequeno que lá perto corria quase todo dia eu nele pescava

A roça de milho e bom milho verde

Pra matar a sede um pote havia

Um violão simples e muito pequeno que em meio ao sereno nos dava alegria



De roupa simplória, chinelo de dedo.

Todo dia cedo pra escola eu ia

E pelo caminho sonhava bastante que gente importante um dia eu seria

Lutei incessante por meus ideais

Batalhei demais alcancei vitória

E hoje ofereço todo o meu trabalho para quem merece a honra e a glória.


comment  Add Comments